A Sweet jelly

Uma empresa genuinamente brasileira sediada na cidade de Suzano no estado de São Paulo.

experiência

Fundada no ano de 1979 com o objetivo da fabricação de produtos naturais. Seu principal produto são as balas Sweet Jelly, mais conhecida como as “balas de algas marinhas”, um produto 100% natural e diferente de todo as outras balas existentes no mercado. Preocupados em expandir sua linha de produtos, a Sweet conta ainda com o Gellim e a Banana Crock.

qualidade

Qualidade, visando o bem estar e a boa saúde de nossos consumidores. Por isso, desde sua fundação, a Sweet preocupa-se em manter a qualidade de seus produtos, investindo em modernos equipamentos, em profissionais altamente qualificados e atendimento diferenciado aos nossos clientes e consumidores.

Características

Missão

Continuar sendo referência no mercado alimentício produzindo balas de algas marinhas e doces com base em produtos naturais, seja com novas tecnologias de fabricação, bem como em inovações de produtos que superem as expectativas de nossos clientes.

Valor

Nosso principal objetivo é trabalhar com empenho e pioneirismo para trazer aos nossos clientes e consumidores produtos inovadores,saudáveis e de alta qualidade que visam o seu bem estar e a boa saúde.

Responsabilidade Social

A Sweet Jelly apóia a ONG IFoB (Instituto Fazer o Bem) que iniciou suas atividades em abril de 2005, com a base em ideais em comum de um grupo de amigos, sensibilizados com a situação desfavorável de entidades filantrópicas.

Na ocasião, com a proximidade da Páscoa, um dos atuais integrantes do instituto visitou a ASA (Associação Suzanense de Assistência) e identificou que as refeições necessitavam de complemento, a partir daí, em contato com amigos, foram arrecadados mantimentos e ovos de chocolate para a distribuição e entrega às crianças.

Nasce então a ONG, que tinha o objetivo em oferecer auxílio a essa e outras entidades semelhantes.
A Sweet Jelly tem o prazer de ser parceira do IFoB e contribuir para o crescimento e desenvolvimento dos mais necessitados.

Saiba mais em: http://www.institutofazerobem.org.br